Meu Filho!!

É “engraçado” como a vida da gente muda quando agente tem um filho… o meu nasceu no dia 03 de fevereiro de 2012 e mora atualmente em uma cidade a 160km da que eu estou morando. Nunca fui uma pessoa que sentisse saudade de alguém, família, primos, pais, irmãos etc nem mesmo da minha namorada e não que eu amasse pouco essas pessoas, muito pelo contrário, amo muito cada um deles e eles sabem disso! esse é o meu “jeitão” muito amoroso quando estou perto e quando estou longe toco a vida sem ficar sofrendo por saudade. Mas acontece que um certo Augusto apareceu na minha vida! Cara eu amei esse piá desde a barriga da mãe dele mais eu não era de ficar falando com ele enquanto ele tava na barriga ou de ficar horas acariciando a barriga da minha namorada, ai ele nasceu, eu fui pra lá e passei uma semana junto com ambos, vim embora trabalhar e deixei os dois lá… as pessoas me perguntavam se eu estava com muita saudade do meu filho, e se estava sendo difícil para mim deixar eles lá durante a semana eu respirava fundo e com um sorriso meio amarelo que provavelmente entregava que eu estava mentindo dizia que sim, que era difícil pra mim porque eu não queria parecer que eu era um pai que não amava seu filho, mesmo porque eu não era esse tipo de pessoa e tinha certeza disso! mais esse é o meu “jeitão” e as semanas foram passando assim, fim de semana eu ia pra lá ficava com eles, e durante a semana voltava ao trabalho e ficava focado aqui, ele completou um mês de vida, um mês e uma, duas semanas a cada dia que passava eu me encantava mais com ele mais ainda assim não sabia o que era a tal saudade que todo mundo falava, comecei a pensar assim “ahhh esse é meu jeitão vai ver que não sinto saudades mesmo” mais sabe o que eu percebi essa semana, que ele está com (1 mês e 3 semanas de vida dele) é que essa tal de saudade achou um espaço para aparecer no meu peito, começou com um vídeo que minha namorada me mandou dele dando risada com um mobile, pra quem não conhece ( assim como eu não conhecia ) mobile é aquele negocio redondo cheio de brinquedinho que pendura em berço de bebe ( isso aqui ) , enfim eu comecei a ver o vídeo e senti um frio no peito, um aperto estranho, e antes da metade do vídeo de aproximadamente 40 segundos eu já tinha lagrimas escorrendo dos olhos. Quando o vídeo terminou eu fiquei olhando para a tela do notebook e tive a noção de que aquilo que eu estava sentindo era a tão falada saudade, e agora, cada foto que vejo cada segundo que não estou concentrado em alguma tarefa ou outra coisa em específico me vem a imagem de uma foto dele que eu mais gosto e volta a aparecer o tal gelo dentro do peito!! mais também gente com uma criança igual a essa, não existe “jeitão” que não mude e sinta saudade!!

Coisa mais linda do mundo!

Comments are closed.